Grupo refaz 'ciclofaixa' em via para lembrar morte de jovem atropelado

Aluno da USP, Nikolas Gomes Camilo, morreu em 2014 em Piracicaba. Protesto com 100 pessoas cobra Prefeitura sobre construção de ciclovias.

Um grupo com cerca de 100 pessoas renovou a pintura de uma ciclofaixa não oficial na Avenida Independência, em Piracicaba (SP), para lembrar dois anos da morte de Nikolas Gomes Camilo, de 20 anos. O jovem era estudante do curso de Ciências Biológicas da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), campus da USP no município, e morreu atropelado por um ônibus em 2014. O protesto, que fechou uma das faixas da avenida, também cobrou da Prefeitura que sejam construídas ciclovias e ciclofaixas na cidade.

Com a maioria dos participantes de bicicleta, um ato na noite desta terça-feira (28) percorreu a Avenida Independência e foi até a Rua Regente Feijó, onde o universitário foi atropelado por um ônibus do transporte público. A frase “queremos ciclovia do Centro até a periferia” foi pintada com tinta branca no asfalto do cruzamento.

O grupo pintou a ciclofaixa com moldes durante todo o trajeto e no fim do percurso se reuniu em frente à “ghost bike”, uma bicicleta pintada de branco, que está acorrentada a um poste do cruzamento desde o primeiro protesto contra a morte do ciclista. No local os participantes realizaram um sarau em homenagem ao jovem.

'Se a Prefeitura não faz...'

O ato foi organizado pelo Coletivo Piracema, Grupo de Mobilidade Urbana Sustentabilidade (Grumus), Centro Acadêmico da Esalq (Calq), além do grupo Bicicletada de Piracicaba. Segundo os manifestantes, a Prefeitura não constrói ciclovias e ciclofaixas na cidade desde 2012. Além de homenagear a morte do estudante, a passeata também pediu mudanças na mobilidade urbana.

De acordo com Mariana Pedrozo, integrante do Coletivo Piracema, foram gastos R$ 100 em uma lata de tinta branca de 18 litros, que conseguiu pintar a ciclofaixa em parte da avenida com moldes feitos de papel. “Quantos acidentes mais serão necessários para que haja mudanças no cenário da cidade? Se a Prefeitura não faz, a gente faz”, afirmou.

Resposta da Prefeitura Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da Prefeitura de Piracicaba não se manifestou sobre as críticas do grupo até as 13h30 desta quarta-feira (29).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square